O Centro Cultural Português Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., em Vigo acolheu uma exposição da Coleção do Museu Bienal de Cerveira. A mostra “Diálogos no Acervo” encontrou-se patente de 8 de abril a 4 de maio e propôs, a partir da temática da paisagem, que o observador viajasse segundo a sua imaginação e sensibilidade.

Mostrar como convivem e dialogam no acervo as várias representações da paisagem,  foi o objetivo desta exposição, que permitiu ao público galego explorar esta temática a partir de 20 obras de arte contemporânea.

“Esta iniciativa foi de encontro com a estratégia de descentralização cultural da Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC), que propõe a projeção exterior da Coleção do Museu Bienal de Cerveira, avaliada em mais de um milhão de euros”, explicou o Presidente da FBAC, Fernando Nogueira no decorrer do ato inaugural.

Marcaram, ainda, presença na inauguração o secretário-geral da Cultura da Junta da Galiza, Anxo Lorenzo; o vice-cônsul de Portugal na Galiza, Manuel Correia da Silva; e o diretor do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galicia-Norte de Portugal, Xosé Lago.

Segundo explicou o coordenador artístico e de produção da FBAC, Cabral Pinto, “as obras reunidas propõem leituras transferíveis, provocadas pela linguagem utilizada e pelo grau de complexidade de cada uma: umas vezes de forma descritiva ou metafórica, outras de forma emblemática e simbólica.”

 

Artistas representados: Américo Silva, Artur Bual, Artur Moreira, Cabral Pinto, Dacos, Deborah Engel, Emília Viana, Henrique Silva, Isaque Pinheiro, Jaime Isidoro, João Antero, Johanna Speidel, Laura Gorski, Leonor Serpa Branco, Maria do Céu Diel, Rui da Rosa, Samuel Rama

 

Local: Centro Cultural Português Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., Vigo

 

Horário (hora local): 4.a a 6.a das 17:00 às 20:00 | Sábados e domingos: das 12:00 às 14:30 (exceto no fim semana da Páscoa)

X